Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com.br Rua São João, 869,  14882-010, Bairro Aparecida Jaboticabal SP
SERINGAS VAZIAS Não causou tanta surpresa as imagens de velhinhos sendo vitimas de estelionato quando criaram a falsa expectativa de estarem recebendo o remédio para proteção de sua saúde. Ao arregaçar as mangas de suas roupas e estenderem os braços para quem deveria; pela responsabilidade legal e moral, desempenhar sua função pública de agentes da saúde, foram entregues à própria sorte. Nem as rugas, cabelos brancos e o olhar cansado de um rosto simpático foram capazes de impedir a ação criminosa daqueles profissionais que usam roupas limpas e brancas, mas são maus profissionais carregados de outros interesses que os corretos manchando suas almas. Acreditamos que sejam casos isolados. Questiona-se: - quantas seringas vazias foram utilizadas em idosos? Tal situação não deveria e não pode estremecer nossa confiança nos esforços de bons profissionais que estão empenhados na vacinação do povo brasileiro. Certamente estes procedimentos são frutos de gente que quer obter vantagem indevida alheia, no caso, sobre os velhinhos. - O que foi feito ou seria feito com as vacinas escondidas? Seriam vendidas? Foram aplicadas em quem pôde pagar pelo remédio? Esta ação demonstra o grau que chegou a corrupção em nosso meio. Com tais ações torna-se desgastante confiar na integridade de dirigentes públicos, especialmente quando profissionais desta estirpe agem desta forma. Os que foram surpreendidos pela prática foram indiciados e irão responder pelos seus atos. As “seringas vazias” estão espalhadas pelo País, concentradas  em todos setores da iniciativa privada e alguns setores governamentais. Estamos assistindo a liberdade da nação ladeira abaixo. Neste caso, estamos vendo que “as seringas estão vazias” do liquido Constitucional.  A população brasileira com seus mais de 220 milhões de pessoas estão dependentes de ações da mais alta corte do poder judiciário. Hoje o STF decide de tudo, “do alfinete ao foguete” e a guarda da Constituição está em segundo plano. A conclusão que chegamos é a mesma que Ruy Barbosa já enxergava em sua vivência: “A pior ditadura é a do poder judiciário. Contra ela não há quem recorrer”. Os remédios Constitucionais que devem ser aplicados em favor da liberdade “não estão na seringa”. O Estado de São Paulo está agonizando nas mãos do Governo Estadual com a alta carga tributária e a manutenção de ações restritivas em face das cidades. Verifica-se que se gasta muito em propaganda em detrimento das necessidades básicas do povo. Esta semana circulou pelas redes sociais de nossa cidade que os produtos das cestas básicas doadas pelo Governo do Estado estavam com os produtos estragados. Não é outra circunstância a não ser concluir que esta ação do Governo Estadual se trata de “seringas vazias”. Nosso município enfrenta muitos problemas. Somos todos moradores de Jaboticabal, vivemos aqui e queremos o melhor da Administração Pública. As eventuais críticas que o poder Executivo e Legislativo recebe do povo devem ser absorvidas, e no que couber, deve ser providenciada a resposta com as melhorias requeridas. O homem na função pública deve entender que seu bom desempenho como administrador, seja no poder executivo ou legislativo, é obrigação de ofício e não favor. Jaboticabal quer ver e receber a medicação correta. Sendo verificada e constatada pela população a utilização de “seringas vazias” com certeza será cobrada a responsabilidade.  
FALANDO SÉRIO
João Martins Neto *
*Dr João Martins Neto é Advogado em Jaboticabal SP
facebook do autor e frame de filmagem da rede Globo do seriado Odorico Paraguassu, onde na cidade imaginaria de Sucupira Odorico era o senhor do poder, o prefeito da cidade, um cacique politico. na obra de Dias Gomes
CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
*Dr João Martins Neto é Advogado em Jaboticabal SP